Fale Conosco  > SIG  >

O EMPREENDIMENTO

Duplicação e Revitalização da BR-101/NE

O projeto de Duplicação e Revitalização da BR-101/NE prevê a adequação da capacidade e restauração de 1.048,20 quilômetros da rodovia na região Nordeste. O empreendimento beneficiará os estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia.

São dois empreendimentos distintos do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT). O primeiro, com início em dezembro de 2005, abrange os estados do Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco, até o município de Palmares (PE). Já o segundo, no qual os serviços iniciaram-se em julho de 2010, engloba Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia.

A Skill Engenharia é a empresa responsável pela Gestão Ambiental nos dois empreendimentos, tendo como objetivo promover, em linhas gerais, o atendimento da legislação ambiental, conduzir a aplicação das medidas estabelecidas no licenciamento ambiental e desenvolver os programas do Plano Básico Ambiental (PBA), que é um documento técnico que detalha as ações necessárias para a minimização dos impactos negativos e a maximização dos impactos positivos decorrentes das obras de duplicação.

No estado do Rio Grande do Norte, estão sendo duplicados e revitalizados 81,40 quilômetros até a sua divisa com a Paraíba. A partir daí, são mais 129 quilômetros até a divisa com Pernambuco e mais 188,50 quilômetros até o seu ponto final no acesso a Catende (PE).

No sul do estado de Pernambuco, a partir do município de Palmares, estão sendo adequados mais 24,6 km, passando por Alagoas (249,4 km), Sergipe (206,1 km) e chegando no estado da Bahia (169,2 km).

Especificamente em Alagoas, o empreendimento, ao longo dos 249,4 km de duplicação, tem em sua área de influência direta e indireta as Comunidades Indígenas (CIs) Wassu-Cocal, Karapotó Terra Nova, Karapotó Plak-ô e Kariri-Xocó, situadas, respectivamente, nos municípios de Joaquim Gomes, São Sebastião e Porto Real do Colégio.

A Duplicação e Revitalização da BR-101/NE possibilitará a abertura de oportunidades de novos negócios na sua região de influência, na qual está concentrada a estrutura produtiva que abrange a agroindústria canavieira e indústrias em geral, proporcionando maior importância logística para os transportes regionais. 

Os principais benefícios proporcionados pelo empreendimento são:

• Promover a expansão econômica regional;
• Reduzir o custo do transporte por meio da economia de energia, de tempo de viagem e de equipamentos de transporte;
• Fomentar e ampliar a integração dos grandes centros consumidores representados pelas regiões metropolitanas de Recife e Salvador, pelos aglomerados sub-metropolitanos de Natal, João Pessoa, Maceió e Aracaju e vários outros centros urbanos populosos da região;
• Promover, junto as localidades lindeiras a rodovia, a conscientização e sensibilização da população a cerca das praticas ambientalmente responsáveis;
• Possibilidades de melhoria da qualidade de vida nos municípios abrangidos pelo empreendimento;
• Implementar a possibilidade de desenvolvimento do turismo regional, nacional e internacional pela possibilidade de oferecer programas variados com melhoria de acesso e deslocamentos rápidos;
• Criar novas oportunidades de negócios.