Fale Conosco  > SIG  >

SALA DE IMPRENSA

NOTÍCIAS Voltar

Cinco caminhões são entregues pelo DNIT às comunidades indígenas

09/07/2019

Cinco caminhões foram entregues pelo DNIT hoje (09), em Maceió (AL), às comunidades Wassu-Cocal, Karapotó Terra Nova, Karapotó Plak-ô e Kariri-Xocó. Os veículos fazem parte das ações apontadas como prioritárias pelos representantes indígenas e estão previstos nos Planos Básicos Ambientais Indígenas (PBAIs) da duplicação da BR-101.

Participaram da solenidade de doação o superintendente regional do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes de Alagoas (SR-DNIT/AL), Fabrício Galvão; o coordenador regional da Fundação Nacional do Índio, Rodrigo Lins; a equipe da Gerenciadora Executiva (Consórcio Ecoplan/Skill Engenharia) dos PBAIs e as lideranças das comunidades indígenas.

Os caminhões entregues são do modelo Ford Cargo 1419 e custaram o valor total de R$ 1.065.000,00. O recurso vem de parte do orçamento garantido e anunciado pelo Ministério dos Transportes, em março de 2018, para viabilizar todas as demandas prioritárias acordadas.

Atualmente o DNIT, com o apoio da Gerenciadora Executiva, vem direcionando os trabalhos para o cumprimento dessas ações. Na lista do que foi executado até o presente momento, está: aquisições de cinco tratores e implementos agrícolas, cinco ônibus escolares, instalação de 20 placas de sinalização, pagamento de indenizações, ressarcimentos e, agora, cinco caminhões, entre outras demandas atendidas.

Segundo Fabrício Galvão, a entrega dos caminhões representa mais um avanço no processo e o estreitamento da relação com as comunidades. “O DNIT preza por essa boa relação com os indígenas para que as obras de duplicação um dia possam acontecer. E o órgão entende que é de sua responsabilidade algumas aquisições e demais obrigações que estão pactuadas.Então para nós é sempre importante, e até motivo de orgulho, quando conseguimos cumprir alguma etapa e passar para a próxima”, destacou o superintendente.

Para Igor Herbert, indígena de Wassu-Cocal e presidente do Comitê Gestor dos PBAIs, o momento é de conquista para as comunidades e importante passo que o DNIT conseguiu dar. “Ficamos gratos e felizes, pois estamos vendo a implementação do PBAI. Sabemos que tem muito ainda a ser feito, mas o órgão está empenhado em fazer a sua parte em relação às prioridades que foram firmadas. Esperamos agora a revisão do projeto, de acordo com a atual realidade das comunidades, para avançarmos mais”, afirmou Igor.

A revisão dos PBAIs está prevista para acontecer entre os meses de setembro e outubro de 2019, com a realização de oficinas participativas nas comunidades. Os ajustes levarão em consideração os PBAIs atuais – que datam de 2012 - e os objetivos de cada programa para mitigar e compensar os impactos diretos e indiretos decorrentes da duplicação da BR-101.

 

Texto: Salmom Lucas